Feliz com Seleção, Tite culpa goleiro da Bolívia por empate

Tite encontrou um culpado pelo empate sem gols entre Brasil e Bolívia, nesta quinta-feira (5), em La Paz, pela penúltima rodada das Eliminatórias, e engana-se quem pensa que foi a altitude. Em entrevista coletiva após o duelo, o treinador elogiou a atuação do time canarinho e parabenizou o goleiro Lampe, que, com grandes defesas, evitou que o Brasil viajasse para São Paulo com os três pontos.

“Primeiro mérito ao Lampe. Sejamos justos. Teve um momento no segundo tempo que virei para a arquibancada e aplaudi. Tem de aplaudir, mesmo eu estando muito bravo, querendo que fossem efetivas nossas chances. Jogar aqui não é fácil. Não é à toa que aqui perdem muito pouco. Estrategicamente fiquei muito feliz, porque criamos oportunidades. Teve muitos jogos que produzimos muito menos e fomos menos efetivos. Mas volto a destacar essa grande atuação. Além disso, os destaques técnicos da bola, e toda uma logística do departamento médico. O meu agradecimento a todos. Feliz pelo desempenho, mas chateado com o resultado, e reconhecendo o grau de dificuldade”, afirmou.

Sobre a altitude, Tite se mostrou surpreso com o bom desempenho do Brasil e voltou a lamentar o fato de a bola não ter entrado.

“Sim, o desempenho surpreendeu. Eu estive aqui duas vezes com o Grêmio, já sabia das dificuldades. E a performance sempre foi abaixo, para encontrar estratégia que encontrasse melhores condições. A gente sabe o quanto gera de dificuldade, o aspecto técnico, a bola foge mais, a bola viajada. Uma situação dupla. Acho que o que sintetiza é a frase: tem dia que a bola não entra”, declarou.

Questionado se estaria trabalhando com 35 jogadores para a Copa do Mundo, o treinador disse que o número é bem maior e voltou a confirmar que na próxima terça-feira (10), contra o Chile, no Allianz Parque, Ederson será o goleiro titular.

“Está aberto. Tem bastante tempo, atletas de alto nível. Tem mais de 35, uns 50 pelo menos”, ressaltou.

“A cada convocação, a cada treinamento, é uma situação ímpar de estar em contato com a Seleção. Eu não conheço de seleção. É muito pouco. Sempre que a gente volta, a gente volta querendo fazer tudo, porque esse trabalho é importante. A gente fica assim, porque esse trabalho é difícil. Teste não tem na Seleção. Tem oportunidades. Já adiantava que o Ederson iria jogar. E seria injusto colocar ele para jogar hoje, porque seria uma dificuldade muito grande. Outra coisa, competimos os dois últimos jogos sem tomar cartão. Queremos estar o máximo de tempo possível e manter a estrutura da equipe”, prosseguiu.

Por fim, Tite também lamentou a lesão de Thiago Silva e disse que esperará os exames para definir se o defensor realmente será cortado e se alguém será chamado para o seu lugar.

“Vamos espera essa avaliação mais detalhada para poder decidir e ter uma resposta mais verdadeira”, finalizou.

MSN

Deixar uma Resposta