Dorival diz que Cueva só volta ao São Paulo com autorização da diretoria e pensa em Nenê e Tréllez

Mais uma vez Dorival Júnior foi questionado sobre a situação de Cueva e, diferentemente das últimas vezes, admitiu que a volta do peruano ao time do São Paulo depende de uma autorização da diretoria tricolor.

Cueva foi afastado há uma semana ao se recusar a viajar para Mirassol porque ficaria na reserva. Naquele momento o São Paulo acabara de comunicar ao jogador que havia recusado uma proposta de US$ 1 milhão do Al-Hilal, da Arábia Saudita.

“Vou contar com o Cueva a partir do momento em que a diretoria achar conveniente. Foi uma situação que foi provocada pelo Cueva, não pela diretoria, comissão ou jogadores. E a hora que a diretoria achar conveniente ele volta. Ele está treinando bem e a partir do instante que a diretoria der o ‘Ok’, o Cueva poderá ser integrado e atuar normalmente”, disse o treinador.

Por outro lado, Dorival afirmou que pretende contar com o meia Nenê e o atacante Tréllez contra o Botafogo-SP, no próximo sábado, no Morumbi, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Falta apenas a liberação no BID.

“Desde que estejam legalizados, estarão conosco. Essa é a previsão. Tenho de aguardar a documentação. O jogo do fim de semana é importantíssimo e chave para as nossas pretensões. O Botafogo descansou no meio de semana para nos enfrentar no sábado. Nós vamos para o sexto jogo em 16 dias. Vamos ver. Esperamos fazer uma partida bem melhor”, disse Dorival.

A tendência é que o treinador são-paulino dê folga para alguns atletas para evitar lesões.

MSN

Deixar uma Resposta